Monday, January 07, 2008

Funcionar a "meio gás"



"Eu dou tudo quanto tenho
Não funciono a meio gás
Vem sentar-te à minha frente
E diz-me o que vês em mim

Não respondas já a quente
Pondera antes de dizer sim"

Clã, Tira a Teima
Adorava possuir um botão mágico, algures nas minhas costas, que me permitisse ligar-me a meio gás. É que já me começam a dar os nervos por colocar 100% de mim em tudo o que faço, mesmo nas coisas mais insignificantes que faça, mesmo com as pessoas menos importantes que lide. Acabando, consequentemente, por desperdiçar energias preciosas nas mais variadas e infrutíferas situações.
Por outro lado, sempre achei as pessoas que funcionam a meio-termo aborrecidinhas, morninhas, sem sal, enjoadinhas. Sou da opinião que as situações vividas têm de ser ou escaldantes ou geladas, nada de mornas. Mas já diz o povo que é no meio que se encontra a virtude, será?
Este dilema pessoal culmina sempre com a tentativa de auto-disciplina, mais precisamente de auto-contenção; no entanto, acabo por questionar se esse auto-controlo não está a aniquilar, ou tão somente esbater, a minha essência, aquilo que Sou, a minha qualidade distintiva, o que me faz permanecer nos outros.
Enquanto não chego a uma conclusão definitiva, vou dando 99,9% de mim, já é um bom exercício... for starters...julgando continuar a ser a mesma.

9 comments:

Olavo said...

Eu estou um bocadinho mais avançado, já consigo so ter uma entrega de 95%. Infelizmente devo confessar que já tentei dar menos e comecei a descaracterizar-me...deixei de ser eu. Por isso retomei a bitola 95-100%, sendo que é assim, que me sinto vivo, é assim que me sinto bem. Beijinhos

Caetana said...

coisas mornas?? nahhh, não têm piada, não nos dão pica...

Allie said...

Pensando bem, haverá alguém que se assuma como morno, sem sal, a meio gás? Tu, eu e todos qt conheço dizem que estão fartos de dar tudo por tudo e não receber na justa proporção, mas a verdade é que ainda não conheci ninguém que assumisse que não se esforça a 100%. :-D Vou ser a primeira. Um dia destes vou assumir que sou mais preguiçosa que outra coisa e que finjo mais que faço! ehehe Mas acho que nãou fazer isso à frente do chefe!

avelaneiraflorida said...

Querida blondie,

acho que isso é um virus!!!!
fazemos uma vez e depois não desligamos mais!!!!
O pior é que nem sempre o corpo, a cabeça, e o tempo se conjugam a nosso favor!!!!

fui!!!!

Bjkas, amiga!!!!

Blondie said...

Olavo,
receio sentir-me assim, como dizes, descaracterizada. Pode ser que consiga alcançar o mesmo padrão que tu!! Fico feliz por ti;)
Beijocas

Caetana,
podes crer...também não gosto nada de situações mornas. Correndo o risco de ser extremista, para mim, ou é ou não é!:-D
Kiss

Allie,
benvinda!
Sabes eu conheço algumas pessoas que se assumem assim, dizendo que gostariam de colocar mais energia nas coisas que fazem. Gostavam de ser mais elas.
Qualquer dia também me assumo preguiçosa, mas talvez para praticar desporto (excepto jogging) ehehe
Kiss

Avelaneira,
ou é vírus ou defeito de fabrico :)
Kiss

FL said...

Dizem que sou facialmente amotivo. Amotivo existe?

FL said...

Qual é o propósito do meu comentário anterior? Estou lindo.
O ideal é sermos santos e não nos chatearmos com tretas.

gata said...

Lourinha, eu sou como tu... ou tudo ou nada! Não sou de meias falas nem de meios gestos. E destesto gente que não aquece nem arrefece! Continua assim, porque já somos duas! :-)

Blondie said...

FL,
amotivo de inexistência de emoções? :-D
Pois, nessa parte da santidade, há muito o que se lhe diga...:)

Gatinha,
eu gosto de ser assim! Mas às vezes causa umas chatices, é verdade.Se bem que na minha profissão dá muito jeito;-)