Monday, July 23, 2007

Afectuosa Indulgência

Ontem assisti pela segunda vez ao filme As Paixões de Júlia.

A personagem principal, Júlia, ficou brilhantemente entregue a Annette Bening. Fantástica, viciante neste papel.
Ao contrário, a interpretação de Tom desiludiu-me um pouco, pela leitura da obra, concebia-o de outra forma.

Li o livro "Being Julia" escrito por um dos meus autores preferidos Somerset Maugham.
Este escritor, juntamente com Virginia Woolf, conta com uma extensa bibliografia praticamente toda ela absorvida por mim.

Eu sou assim, absorvo tudo o que gosto...

Aconselho vivamente ambos, o filme e o livro.



Gosto especialmente de uma frase contida no prefácio do livro:
"Todos temos propensão para pensar que os outros só podem ter as nossas virtudes se tiverem igualmente os nossos vícios"
Somerset Maugham
As Paixões de Júlia 2005:6

6 comments:

avelaneiraflorida said...

È por isso que nem sempre vejo os filmes e prefiro ler os livros!!!

Só em raras ocasiões consegui conjugar os dois...

Bjks e UM BOM DIA, BLONDIE!

Kitty said...

O Somerset Maugham tb e dos meus escritores favoritos! Já devorei praticamente toda a obra dele. Adorei o livro e gostei do filme. Como sempre, o filme fica sempre c menos piada, mas vale a pena. :-D

Goncalo Veiga said...

Eu acho que anda aí uma conspiração no ar a favor do Somerset Maugham! Ainda bem! ;) Boa escolha!

Blondie said...

Avelaneira,
sim, é verdade! Muitas vezes os filmes ficam muito aquem dos livros e daquilo que eles nos fazem imaginar.
Beijocas!! Boa semana!!!

Kitty,
mais uma coisa que temos em comum:-D
Beijocas

Gonçalo,
Olha que se calhar até anda mesmo... e também acho deveras positivo!!
Beijocas

black cat said...

Somerset Maugham é um grande escritor muitas vezes ignorado...

Eu li alguns livros dele, pois a minha mãe é grande fã da sua escrita e eu tinha os livros mesmo ali à mão.

Dos que me lembro, li "O Fio da Navalha" e "O Véu Pintado" - recentemente readaptado ao cinema com o fantástico Edward Norton (a versão original é com a Greta Garbo)

Blondie said...

Black Cat,
o meu preferido é sem dúvida alguma O Fio Da Navalha!! Chorei tanto à custa desse livro :) foi uma experiência literária avassaladora....

Beijocas