Monday, November 06, 2006

50 quadros

Fernando Botero pintou 50 quadros alusivos aos abusos cometidos nas prisões americanas, nomeadamente de Abu Grahib. Esta exposição foi mal recebida pelos norte-americanos, pois apenas uma galeira, em Nova-Iorque, é que se demonstrou disponível a aceitar tal exposição.
Então o país da democracia está agora a voltar costas à liberdade de expressão? Ou estão apenas a tentar esquecer essas atrocidades, que em nada caracterizam os restantes dos americanos?
É bem possível que assim seja, pois até nós, portugueses, temos dificuldade em falar de Salazar e do seu governo, de tal forma que o chefe de estado foi sepultado num local comum. Bem ao estilo "Vamos colocá-lo aqui e até pode ser que se esqueçam que tivemos um regime fascista".
Já aqui ao lado, Franco teve direito a uma sepultura condigna no "Valle de los Caidos".
Não, não estou aqui a exaltar nem a defender regimes ditatoriais, apenas acho que os feitos históricos e as personalidades que, durante um perídodo, num país fizeram história, não devem cair no esquecimento nacional. Desta feita, mantendo a memória acesa, poderá ajudar a construir uma maior sensibilização para que no futuro algo semelhante não se volte a repetir.

Já não sei fazer palavrinhas azuis novamente :(

7 comments:

FL said...

Apesar de ser a favor da cremação, a questão que levantas é pertinente. Talvez em Espanha a digestão tenha sido longa e com direito a siesta (transição para a democracia) enquanto em Portugal a história foi uma autêntica lavagem de estômago.
Quanto aos americanos... um país de contradições com _________ (neste espaço ponham todos os adjectivos pejorativos que se lembrem) no poder.
Eu gosto muito dos Estados Unidos! Só não acho piada a alguns cowboys.

Blondie said...

Fl:
Adorei a tua analogia :) eu também, ao contrário da grande maioria, penso eu, adoro os EUA. A cultura norte americana é algo que me fascina. A ideia de promise land, de povo eleito, o próprio discurso a bordo do Mayflower, que é bem exemplificativo disso. Tudo me fascina! Mesmo sistema educativo, que tenta integrar a comunidade, é deveras interessante.
Só que realmente, como afirmas há alguns cowboys que estragam tudo.

Beijinhos

Cisco said...

Engraçado, à parte dos americanos e da sua cultura, que para mim não é mais do que o resultado de uma mescla de influências socio-culturais de desenraízados e excluídos de outas sociedades, que numa nova terra encontraram algo de seu por que lutar, já que a cultura norte-americana já quase desapareceu com os apaches, comanches e outros, tudo o resto soa-me a algo comum neste país que só vive dos feitos grandiosos do passado e se envergonha de si mesmo e dos seus erros, passados e presentes....Já parece o Benfica, eheheh(perdoem-me esta alusão mas foi mais forte do que eu)...

Sofia said...

Eu tenho um pouco de dificuldade de aceitar os hábitos americanos. Talvez porque somos confrontados diariamente, talvez porque haja quase uma imposição (pelo menos aqui no Brasil). Tenho sempre uma desconfiança de (quase) tudo que vem dos Estados Unidos.
Abraços,

pensamentos_vagabundos said...

tens razão...
beijo vagabundo

nemadz said...

Bom post. A contrastar e bem com o excesso de cor-de-rosa deste site. Faz mal sabes?
Cultura Estado-Unidense (porque é que continuam a chamar os gajos de americanos!?) não existe.
Eles são apenas o resultado de anos de extradição de europeus que remanesceram de um processo de segregação natural.
Assim, não os podemos culpar porque genéticamente estão condicionados. No entanto, uma matriz identificativa constrói-se e não é isso que eles procuram fazer: apenas se limitam a copiar e a melhorar o que outros vão fazendo. O que tem o seu mérito como é evidente.

Blondie said...

Cisco:
Claro que sim, eu tinha um porofessor de cultura norte-americana que dizia isso "O povo norte-americano não existe". Eu acho que eles existem no sentido em que são precisamente a soma das várias culturas.
Beijinhos

Sofia:
Pois vocês aí tão pertinho devem sentir mais essa pressão. Já agora podes explicar em que sectores sentes mais essa imposição dos EUA?
Beijinhos

Pensamentos Vagabundos:
:))
Beijinhos

Nemadz:
Estás sempre a dizer mal do rosa:p Ah, for the record, o rosa faz muito bem, sim senhor:)

Sem dúvida, eles são a soma de vários povos...

Não sei sinceramente quem copia quem... é um lugar-comum dizer-se mal dos americanos, mas andamos constantemente a olhar para eles. Não estou a dizer com isto que são um povo perfeito, pois todos os povos têm características positivas e negativas, não há O melhor. Mas que se olha muito para os exemplos americanos é verdade. E como é que eles tão novinhos, pois são um povo recente, já conseguiram tantos feitos e através de várias formas, estar presentes no dia-a-dia de cada país.
Beijinhos