Wednesday, October 25, 2006

Marie Antoinette

Filme delicioso sobre a vida de Maria Antonieta e sobre a condição feminina, em geral.
Sem querer desvendar muito, o filme começa com a entrada de Maria Antonieta, em França, literalmente nua e despojada de todos os seus pertences, quando só tinha apenas 14 anos.
Durante todo o seu percurso, a adolescente, vai sofrendo terríveis pressões por parte da família e de toda a sociedade. Daí o seu refúgio na ostentação, nas compras, na exuberância, no ócio, no jogo e nas festas; resultando, desta realidade, grande parte do descontentamento popular.
Finalmente, assiste-se a uma outra perspectiva de Maria Antonieta, sob a qual ela não é tida como devassa, nem doida, mas sim como sendo um resultado de todas as condicionantes.


O guarda-roupa é excelente: muitos sapatos, vestidos, rendas, cores, glamour. Diz-se que Sofia Coppola aproveitou o seu passado como estilista e foi a grande responsável de todo o guarda-roupa do filme.
Achei a banda sonoro maravilhosa e... claro que não podia faltar a maquilhagem luxuriante e as arrebatadoras perucas, bem ao estilo da época! Os bolinhos em miniatura e multicolores estavam um mimo.


Considero, ainda, a primeira parte do filme bem melhor que a segunda; talvez devido à quase ausência de diálogos, à leveza dos movimentos, à beleza e à qualidade da imagem.
Acima de tudo achei um filme feminino!!



O povo não compreendeu que a menina, com tanta pressão, necessitava de se refugiar na ostentação e na luxúria!!

É engraçado observar que, com o passar dos tempos, os sentimentos premanecem, as pressões continuam a ser exercidas sobre as mulheres e estas continuam a adorar fazer compras e comer bolinhos em miniatura multicolores :))

11 comments:

Margarida said...

Ri muito durante o filme. A Sofia Coppola percebe o que há de cómico nos pormenores e nas pequenas idiotices humanas.
:P

elisa allen said...

ainda não vi o filme,mas como tu dizes no teu comentário final, nem o passar dos tempos apaga tradiçóes!!!!!

minds said...

Com muita pena minha, ainda nao vi o filme!Mas a vida de Marie Antoinette sempre me fascinou...
Boa eskolha para um post...
E sim, os desejos das mulheres nunca mudaram!;)
bjs

Cordonbleu said...

Obrigada pelo link para o meu Blog...retribuo

Maríita said...

Estou desejosa de ir ver esse filme. Já combinei com o meu irmão e tudo.

Obrigada pela sugestão!

Beijinhos

Blondie said...

Espero que gostem do filme tanto quanto eu!!!
Depois quero o feedback da vossa ida ao cinema;)

Beijinhos a todas

FL said...

Ainda não vi o filme mas, pelo andar da carruagem, dentro de pouco tempo o Francis vai deixar de ser o mais talentoso e famoso da família Coppola. Claro que tem sempre o Padrinho como trunfo. Ainda não vi o filme mas estou muito curioso. Pelo que me disseram nas salas de cinema da Lusomundo, agora só são exibidos certos filmes em Aveiro quando as fitas já se encontrarem bem espremidas em Lisboa e Porto. Monopolistas...

Blondie said...

FL:
Sem dúvida, eu considero a Sofia bastante talentosa. Ainda por cima dá emprego à família toda dela :D
Não sabia que isso acontecia.. que tristeza :( Ainda por cima numa cidade tão bonita e tão importante... isto não pode ficar assim... vou ali vestir a minha capa de Blondie "A Justiceira" e venho já...

vinte e dois said...

Estava para ir ver o filme mas desisti porque colegas me disseram que não valia a pena, mas pelos vistos, segundo a tua opinião, merece ser visto :) Bom, vou ter que me decidir ;)

Blondie said...

Vinte e Dois:
Pois, na sala onde fui ver, as opiniões no final do filme dividiam-se. Acho que é daqueles filmes que ou se adora ou se odeia.
Eu gostei muito, porque para mim as coisas nem sempre têm de estar explícitas; a beleza das imagens e as mensagens que elas transmitem, fazem, para mim, a verdadeira essência do filme. No fundo é um hino à vida de uma mulher e à sua realidade.
Se me perguntares eu digo logo: vai!!
Até já pensei ir ver o filme a 2ª vez... por isso sou suspeita :)
Boa escolha :)

fada*do*lar said...

Ouvi dizer que era uma profunda chachada, mas mesmo os espectadores mais críticos foram da unânime opinião de que o lado visual do filme merecia bem o dinheiro do bilhete.
Vou mesmo tentar ir ver e deleitar os olhos com os vestidinhos, sapatinhos, plumas e bolinhos!
:-D